Google X Bing, a batalha por Michael Jackson

Na busca por resultados sobre Michael Jackson, quem leva a melhor? Google ou Bing? 

 

Busca feita nos 2 com uma analise de dez itens.

Claro que esse tipo de avaliação é insuficiente para dizer qual dos dois serviços é o mais completo. Os algoritmos de ambos estão em constante evolução, com equipes atentas para o que pode ser melhorado. Em questão de algumas horas, uma correção aqui e um ajuste ali podem fazer toda a diferença e virar o jogo.

Por outro lado, esse tipo de busca funciona como uma fotografia, um registro de quem está mais preparado em um determinado momento. E os grandes acontecimentos do planeta são verdadeiros testes para qualquer ferramenta de pesquisa na web. Confira quem venceu cada categoria do tira-teima, feito nesta sexta-feira (26), às 10h30, com as versões em inglês dos dois serviços:

1) Notícias: Enquanto o Bing mostrou a comoção dos fãs em três reportagens e ainda mais quatro vídeos de emissoras de TV americanas, o Google trouxe três histórias: uma sobre o leilão de objetos do artista, outra sobre a reação de Madonna e outra sobre a reação de um profissional da indústria. Ponto para o Bing.

2) Vídeos do artista: O Google exibiu, bem no início da página dos resultados, os clipes de “Thriller” e “Beat It”. Já o Bing deixou os links para os vídeos no final dos resultados. Além disso, das quatro opções selecionadas pelo buscador, três eram de matérias de TV (de novo). Ponto para o Google.

3) Site oficial: O Google exibiu a URL da home page do cantor como segundo resultado, logo depois das notícias. O Bing deu o site oficial mais abaixo, com link para a loja virtual e não para a home page de entrada. Ponto do Google.

4) Biografia: O Bing trouxe seis páginas relevantes com informações sobre a vida do cantor. Já o Google mostrou apenas três. Ponto para o Bing.

5) Imagens: O Google exibiu uma seleção de quatro imagens do cantor no alto da página e o Bing, só no final dos resultados. Google marca ponto.

6) Letras das músicas: O Bing indicou dois sites para quem quer conhecer as letras do artista. O Google não indicou nenhum. Ponto do Bing.

7) Músicas para ouvir: O Google trouxe a página de Michael Jackson no MySpace, que permite escutar algumas das suas principais canções por streaming. Já o Bing indica três sites para baixar MP3 – dois fajutos, sem arquivos para download, e um muito pouco confiável, da Rússia. Ponto para o Google.

8 ) Termos relacionados: No pé da página, o Google indica oito pesquisas relacionadas que ajudam a encontrar informações mais aprofundadas. O Bing? Nada. Ponto do Google.

9) Textos de blogs: O Google apresenta três bons textos de blogs (Huffington Post, Michelle Malkin e Mashable!). Mais uma vez o Bing ficou devendo. Outro ponto do Google.

10) Compra de produtos: O Bing dá seis opções de lojas virtuais que vendem artigos relacionados a Michael Jackson. O Google não ajuda nisso. Ponto do Bing

Placar final: Google 6 X 4 Bing.

Foto: Malcolm Jackson/Flickr

Fonte: Info – Mauricio Moraes

Esse post foi publicado em Info e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Google X Bing, a batalha por Michael Jackson

  1. emanoella disse:

    ola sou a emanoela e eu
    estou aqui para comentar
    um caso muito triste a morte do reiiiii
    do pop na verdade eu adorava
    ele ele fazia muito!!!!!!!!!
    sucesso

    mesmo morto ele deixou muita mas muitas
    saudades

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s